Correndo para o alvo – Thiago Rocha

CORRENDO PARA O ALVO

Thiago Rocha

Acredito ser um privilégio, de Deus, poder compartilhar a palavra no início do ano. Pois, tenho convicção que às pessoas carregam muitas expectativas, assim como eu. Creio que Deus tem uma palavra específica para nós, e gostaria de poder falar um pouco sobre ter alvos; ou seja, mencionar aquilo que Deus tem de metas para às nossas vidas e como fazer para alcançá-las. Então, gostaria de explicitar à forma como podemos usufruir daquilo que o Senhor nos tem oferecido, todos os dias. Abra a sua bíblia em 1 Coríntios 9:24-26.

“ Não sabeis vós que os que correm no estádio, todos, na verdade, correm, mas um só leva o prêmio? Correi de tal maneira que o alcanceis. E todo aquele que luta de tudo se abstém; eles o fazem para alcançar uma coroa corruptível; nós, porém, uma incorruptível. Pois eu assim corro, não como a coisa incerta; assim combato, não como batendo no ar.”

Nessa passagem, o Apóstolo Paulo estava despertando a consciência daquelas pessoas a respeito do nosso propósito na vida, ou seja, que vivemos numa corrida; portanto, sempre estaremos em busca de algo. Porém, durante a vida, podemos representar diversos quadros; assim como no esporte. Podemos ser aquelas pessoas que estão paradas, olhando para trás, ou focados em busca do prêmio, entretanto, mesmo que não estejamos adequados ao real propósito de uma corrida, a palavra declara que todos correm, independente do modo; porém, apenas um pode ganhar.

Nós estamos na primeira reunião de 2017 e precisamos entender algo, nós, na verdade, não podemos seguir caminhando sem propósito, ou seja, sem um rumo. Não devemos virar o ano sem um objetivo a trilhar, sem entendermos que Deus tem um rumo para nós, para a Igreja, para as nossas famílias, enfim, para tudo que nos circunda. Portanto, o que o Senhor deseja não é, apenas, que tenhamos um caminho, mas que venhamos a percorrê-lo e assim conquistarmos as metas Dele para nós; não basta apenas trilhar o caminho, pois podemos estar com as metas erradas, o que Ele deseja é que possamos seguir as direções Dele. Como podemos alcançar esse prêmio?´ Precisamos tomar algumas atitudes para podermos tangenciar o prêmio que Deus tem para nós. Eu gostaria de falar de três posturas que devemos encucar e, assim desfrutarmos daquilo que o Senhor tem delineado para as nossas vidas.

A primeira atitude é descobrir o alvo, têm pessoas que não chegam a lugar nenhum porque não tem alvo, não sabem a meta que Deus tem para a vida delas. Não basta apenas correr, não é suficiente apenas lutarmos, precisamos ter uma meta clara, aquilo que vislumbramos ou para onde olhamos vai definir o nosso caminho, ou seja, os nossos alvos irão delimitar por que trilho nós andaremos. Têm pessoas que não conseguem conquistar seus objetivos, porque estão presas ao passado, aquilo que, por algum motivo, deixaram escapar; ou seja, a nossa postura precisa ser diferente, necessitamos seguir olhando para o alvo, uma postura contrária a inércia. Talvez, você tenha até virado o ano frustrado com aquilo que não conquistou, mas não deve se prender a isso; avance para o alto.

A palavra de Deus declara que, Ele não tem prazer naqueles que retrocedem, ou seja, o Senhor manifesta um profundo pesar com aqueles que mantêm suas vidas atreladas aos insucessos; mas demonstra contentamento com aqueles que, apesar das intempéries da vida, conseguem avançar e conquistas seus objetivos. Certa vez um autor disse “ se não sabemos para onde estamos indo, qualquer caminhos nos levará a lugar nenhum”, se você não tem alvo, ou meta, não chegará em nenhum lugar; necessitamos avançar e olhar para as coisas que estão adiante, deixando de contabilizar as derrotas e, assim sermos benditos em nossas metas e propósitos.

A bem da verdade, é que muitos desejam conquistar seus planos de forma ociosa, ou seja, sem impetrar um esforço contrário para obtê-los, portanto, para que as promessas do senhor possam se cumprir em nossas vidas, precisamos ser pessoas perseverantes; ou seja, que entendem que existe uma parte que deve ser desempenhada por nós para obtermos aquilo que nos foi outorgado por Cristo. Devemos nos esmerar em descobrir aquilo que Deus tem separado para nós, e isso configura um esforço da nossa parte; se não sabemos como descobri-los, temos que pedir ajuda a quem pode nos indicar o caminho a ser seguido.

A segunda atitude que devemos tomar, para desfrutarmos das promessas do Senhor, é termos perseverança. Devemos perseverar até o fim, até alcançarmos os nossos objetivos; o Senhor deseja que venhamos completar a carreira, ou seja, persistir e lutar, assim como o esportista luta para conquistar aquilo que almeja; e assim, conquistarmos os nossos alvos para esse ano. Além disso, precisamos entender que não podemos apenas lutar, e sim não desistirmos ante as adversidades que, de vez em quanto, nos sobrepõem. Temos que agir conforme o atleta, pois em tudo ele se domina, se determina, ou seja, está compelido a alcançar as suas metas, não medindo esforços para conseguir o prêmio; quem persevera vai até o fim.

Nós temos que ter uma postura madura, no que tange à nossa posição em relação aos nossos objetivos. Ou seja, para que venhamos entender o tempo de Deus sobre as nossas vidas, é necessário à compreensão que é preciso fugir do imediatismo e da ansiedade; pois, essas características nos privam de crescermos e, consequentemente, sabermos esperar às coisas acontecerem a contento.

A terceira e última atitude, é correr sem desfocar, portanto, para que consigamos conquistar nossos planos é necessário que tenhamos constância e, dessa forma, fincarmos nossos olhos fitos naquilo que iremos almejar. A partir do momento que mantemos nossas metas inexoráveis, ou seja, não oscilamos ante as adversidades, poderemos alcançar nossos sonhos; pois, somente iremos mudá-los quando forem conquistados. Ademais, para que nossos objetivos obtenham êxito, é preciso tomar cuidado com as distrações e embaraços; colocando as prioridades certas. Às vezes, até começamos bem, mas, no decorrer do ano, deixamos que os fatores exteriores suplantem a nossa fé; a nossa crença em conquistar aquilo que tínhamos traçado anteriormente.

 

Para conquistarmos o que temos planejado nesse ano, precisamos, além das atitudes já mencionadas, ter o entendimento do verdadeiro foco das nossas vidas, ou para quem fazemos. Ou seja, se as minhas metas estão fundamentadas na vontade de Deus e em fazer tudo para Ele, consequentemente, iremos ter um alvo fixo e a perseverança necessária para alcançá-los. Dessa forma, poderemos desfrutar de uma vida sem embaraços ou coisas que possam nos ultrajar dos nossos objetivos, pois o embaraço é justamente a mola propulsora do fracasso, nos levando a perder as metas e desejos a serem alcançados nesse novo ano; então, mantenha o foco primordial em Cristo e, consequentemente, ponha em prática aquilo que foi mencionado durante o texto.

 

TENHA UM ÓTIMO 2017!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.