Ressentimento é, basicamente, sentir a mesma coisa de novo. Ocorre quando eu passo por uma situação desagradável, ouço ou recebo algo, e, ao invés de perdoar, passar por cima sem considerar como algo importante, penso e medito naquilo sem colocar diante de Deus.

Aquele simples pensamento passa a ser uma fonte de mágoa que se transforma em amargura com raízes que geram frutos e contaminam o ambiente e as pessoas ao meu redor. Depois disso estabelece-se uma fortaleza no meu interior na qual me isolo e de onde olho desconfiado para todas as pessoas.

Tudo porque não me guardei de sentir de novo, de refletir nos fatos sem a cobertura do Espírito Santo.

O santo remédio para isso é chamado na Bíblia de perdão.

Devo me armar, enquanto estiver vivendo em congregação formada por gente, de um coração perdoador que me fará perdoar antecipadamente as faltas dos irmãos (se houverem, pois algumas delas são somente a minha interpretação das coisas).

Não posso permitir que os meus passos sigam o meu coração contaminado pela mágoa, embriagado pelas riquezas desse mundo, corrompido pela imundície do pecado, enganado pela falsa doutrina, soberbo por aquilo que pensa que sabe, altivo por aquilo que acha que tem.

Preciso trazer o meu coração diante do Pai das luzes e, diante dele dizer: – Senhor, tu sabes que tenho o coração perfeito diante de Ti!

Preciso guardar o meu coração livre e incontaminado diante desse mundo louco e pervertido.

Ele não deve ser produtor de invejas, maledicências, homicídios, enganos, fraudes, etc.

O meu coração precisa ser fonte de vida. Ele vai ser!

As pessoas que se aproximarem de mim vão receber da vida de Deus que estará jorrando dessa fonte. O que brotar de mim vai saltar para a vida eterna.

O meu coração vai ser uma ferramenta nas mãos do Espírito Santo para que Ele sinta compaixão através de mim. Que Ele ame por mim. Que ele hospede em mim. Que Ele se derrame para as pessoas tendo a mim como canal limpo e incontaminado, sempre, em todo o tempo.

E eu vou habitar para sempre na presença do Senhor.

Jaime Nobre

Extraído de Conexao Eclesia